Podcasts: 7 indicações para você se apaixonar pela podosfera

Você já foi a amiga que perguntou na roda: me indiquem um podcast bom? Vem conhecer meu top 7 do momento! Separei uma lista bem especial para você que está com vontade de ter uma companhia para lavar uma louça, passear com o cachorro, no trajeto até o trabalho, entre tantos outros espaços que um bom podcast pode te acompanhar.

Bom dia, Obvious

Marcela Ceribelli, diretora criativa e CEO da Obvious, traz convidadas icônicas para bater papos sobre temas importantes do universo feminino como carreira, autocuidado, saúde mental, relacionamentos, autoestima e muitos outros assuntos. É sempre descontraído e muito inspirador, como uma conversa leve entre amigas, sabe? E rapidinho você vai querer virar melhor amiga da Marcela e, com certeza, vai entender o porquê o programa está entre os melhores podcasts femininos. Com o perdão da piadinha, esse pode parecer óbvio, mas não tinha como não colocar na lista. Clique aqui para ouvir

Ponto G

Conta histórias de mulheres que marcaram o mundo. O objetivo é falar da presença feminina nos marcos históricos e nas situações da vida das mulheres, que normalmente são latentes ou até mesmo ignoradas. Um podcast feito por mulheres para todos os gêneros. Dá aquela sensação de que você gostaria de ter conhecido antes. Clique aqui para ouvir

Esquizofrenoias

Esse é daqueles que a gente sente logo a escuta ativa e empática. A ideia é acolher e falar de maneira leve, natural e sem tabus sobre temas relacionados à saúde mental. A apresentadora – que convive com depressão, transtorno bipolar e ansiedade social – faz um trabalho social super bacana ao discutir questões, não tão confortáveis, para todo mundo. Clique aqui para ouvir

Um milkshake chamado Wanda

O papo bem humorado é quase uma extensão do site Papel Pop, que abrange aquele universo que amamos: música, cinema, TV, games e o puro suco dos acontecimentos mais legais do showbiz. O podcast segue a linha editorial do site, com a presença do elenco fixo e de convidados variados, como youtubers, artistas e jornalistas. Os assuntos vão sempre variando entre de relacionamentos (de diversos tipos), autoestima diversidade, notícias, fofocas e muito mais! Clique aqui para ouvir

Pretas na Rede

Criado por três mulheres negras – Gabriela Santos, Larissa Barboza e Liliane Ribeiro -, que falam de um jeito bem leve sobre o universo feminino, além de produzirem episódios super esclarecedores sobre questões das mulheres pretas, como elas. Apesar de possuir episódios longos, só pelo lema delas “chegando para melanizar sua rede!” você já percebe que só tem como dar certo escolher este podcast. Clique aqui para ouvir

Mano a Mano

Mano Brow recebe convidados surpreendentes para papos super especiais. Quando falo de “surpreendentes” quero dizer pessoas como: Angela Davis, Kondizilla, Gloria Groove, Drauzio Varella, Glória Maria , Zeca Pagodinho entre outros nomes de peso. A ideia é nos fazer ampliar a visão através do debate trazendo diversidade de ideias e pensamentos com profundidade e respeito. Sempre rolam assuntos importantes, interessantes, relatos inéditos e controversos com convidados amados ou odiados. Clique aqui para ouvir

Modern Love

É isso que eu chamo de encerrar com chave de ouro! Para finalizar a lista, trouxe um que é em inglês, para te ajudar no listening e para você se emocionar e depois me agradecer. São episódios que contam histórias de amor, que vão muito além do romantismo. Falam sobre vulnerabilidade, conexões verdadeiramente humanas de uma forma sempre comovente. Modern Love é das colunas mais populares do The New York Times, faz quase 20 anos. A coluna fez e faz tanto sucesso que se tornou podcast, três livros, e até série, disponível na Amazon Prime, com duas temporadas, direção impecável e elenco maravilhoso, que conta com pessoas que amamos, como Anne Hathaway, John Stattery De Patel e Tina Fey. O podcast traz pessoas reais, o que torna tudo muito interessante e é daí que vem a ponte que nos conecta às histórias. Ouvir os contos, nos traz familiaridades que fazem do podcast ser quase uma obra de arte. Já que afinal de contas, vamos combinar: arte mesmo é o que emociona, né? Clique aqui para ouvir

Beijos,

Lola Gênia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *